Uma visão atualizada sobre Intercâmbio

Uma visão atualizada sobre intercâmbio

Eu estava passeando pelos artigos do LinkedIn, quando tive a alegria de ler um post escrito por Eduardo Martinez, engenheiro de custos na Bentley Motors. Ele apresentou uma bordagem de uma visão atualizada sobre intercâmbio, um link bem diferente do que estamos habituados a ver entre a experiência internacional e os processos de seleção de candidatos ao mercado de trabalho. Generosamente, ele me concedeu autorização para reproduzir o texto publicado.

Esqueça o velho discurso sobre ampliar a sua capacidade de adaptação e de solução de problemas, de abrir sua cabeça para novas visões de mundo… a fila anda e você precisa se atualizar. Confira:

“Viver fora envolve diversas experiências acadêmicas e profissionais, como pesquisa e estágio, além de atividades extracurriculares, esportes e de socialização. É importante saber colher os frutos dessas atividades para crescimento pessoal em diversos frontes. Com o foco no desenvolvimento profissional, o artigo de hoje abordará dicas para o bom uso do intercâmbio para oportunidades profissionais futuras, e para a gestão de carreira em geral.

QUER SABER AS SUAS CHANCES DE VIVER NO CANADÁ? contato@canadaletsgo.com ou WhatsApp-nos: 11 98201.2347

Uma experiência pessoal: Recém-formado, fui convidado por uma grande empresa do setor de construção civil para uma dinâmica de grupo de uma vaga trainee. No final da atividade, eu e outros dois candidatos, dentre os sete originais, fomos convidados para uma entrevista individual, na qual me foi perguntada a seguinte questão:

Todos os convidados para a etapa presencial fizeram intercâmbio. A gente já sabe que você morou fora, então nossa pergunta é: O que você fez no seu intercâmbio que te diferencia dos outros candidatos?

Não mentirei, essa pergunta me pegou de surpresa. Primeiro, por saber que todos os 1.200 candidatos da etapa presencial estudaram ou trabalharam fora, algo antes para mim impensável. Segundo, pela dificuldade em estruturar uma resposta rapidamente. Como condensar 13 meses de aprendizados e vivências em uma fala de 30 segundos? Como contrastar e sobrepor-me à experiência de outros candidatos? A dica que me custou aprender dessa anedota é: Não carregue só o rótulo do “vivi fora”, tenha boas histórias de crescimento pessoal na ponta da língua.

PRECISA DE ORIENTACÃO? FALE CONOSCO, SEM COMPROMISSO! contato@canadaletsgo.com ou WhatsApp-nos: 11 98201.2347

Pare por um minuto e se pergunte: “O que fez do meu intercâmbio um diferencial?” Talvez você possa afirmar que você fez questão de se relacionar com pessoas de todos os cantos, e não só brasileiros, diferente de outros estudantes. Ou você pode contar sobre uma participação em uma sociedade acadêmica, ou uma experiência notável com uma disciplina ou um estágio. Quais foram os projetos que você desenvolveu proativamente? E sobre o que você discorreria, por horas, relativo à sua experiência, que te trouxe ganhos de caráter? (…)

Valorize seu intercâmbio: Não deixe de mencionar uma experiência internacional oriunda de resultado de uma bolsa obtida por mérito acadêmico. E sua universidade estrangeira é renomada? Por que não listar algum ranking acadêmico ao citar o nome da instituição? Enfatize como o intercâmbio não representou uma experiência pontual. Cite como você continuou envolvido com o país, universidade ou emprego de fora. Talvez valha a pena usar uma oportunidade na seção de histórico profissional do CV para dizer como o intercâmbio auxiliou a resolver um problema de trabalho. (…) mencione como a sua intenção de desenvolver-se fora teve como objetivo um retorno positivo ao mercado de trabalho nacional. (…). Em entrevista, será ótimo ter uma história como “em grupo, ajudamos um colega com problemas em seu apartamento” (…) por trazer problemas reais em contextos internacionais.”

Quando o tema é intercâmbio, não apenas a abordagem do mercado de trabalho mudou, como também a oferta de programas está mais interessante sob o ponto de vista do aproveitamento profissional. É possível cursar um programa para aumento de proficiência e ganho de vocabulário desde o nível mais básico até os voltados para as áreas médica, de hotelaria, gestão de negócios, international business, mídia e marketing, gestão de recursos humanos, publicidade e design, finanças, além de, é claro, receber treinamento para entrevistas e escrita para negócios.

Gostou do artigo escrito por Eduardo Martinez e quer ler a versão completa? Eu recomendo! https://www.linkedin.com/pulse/aproveitando-o-interc%C3%A2mbio-para-carreira-eduardo-martinez/

Disclaimer: As informações contidas nesse artigo foram extraídas do site oficial do governo canadense http://www.canada.ca. De tempos em tempos, o governo canadense faz alterações na lei de imigração, as quais podem ter ocorrido após a publicação desse artigo e, portanto, podem não ter sido atualizadas em nossa página. Antes de se comprometer com seus planos, faça a devida confirmação no site oficial ou entre em contato conosco.

Gostou do artigo? Deixe um comentário! Tem dúvida? Pergunte. Adoraremos responder!

Lila Kuhlmann é autora do livro “Let’s Go! Imigrando para o Canadá” e sócia-gerente da Canada Let’s Go, assessoria no planejamento e execução de programas de estudo, trabalho e residência permanente no Canadá.

PENSANDO EM ESTUDAR, TRABALHAR OU VIVER PERMANENTEMENTE NO CANADÁ? Clique em contato@canadaletsgo.com  ou WhatsApp-nos: 11 98201.2347 . Se preferir, podemos entrar em contato. Deixe seu e-mail ou WhatsApp:

Uma visão atualizada sobre Intercâmbio

Adoraremos ler o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: