Por que alguns imigrantes não se adaptam ao Canadá?

Por que alguns imigrantes não se adaptam ao Canadá

Você sabe por que alguns imigrantes não se adaptam ao Canadá? Em primeiro lugar, porque não de planejam adequadamente. Meu trabalho na Canada Let’s Go me credencia a fazer essa afirmação. Há cinco anos auxilio indivíduos e famílias no processo de transição entre países, desde o planejamento até que se instalem no Canadá. Ao longo desse tempo, venho notando que a maioria das pessoas está mais preocupada com os processos de imigração do que com a sua adaptabilidade.

Quando falo em fazer uma avaliação do perfil, elas esperam que seja algo voltado exclusivamente para os processos de imigração. Porém, isso não é o que ocorre. Meu interesse não é apenas quantitativo, mas qualitativo. Preciso entender não apenas as chances de sucesso para receber um convite para residência permanente mas, também, de obter emprego, de se adaptar ao clima, de conseguir arcar com as despesas até se estabilizar financeiramente e muito mais. Por experiência, sei que, sem planejamento, as chances de serem feitas escolhas equivocadas aumentam drasticamente.

Aproveite e não deixe de ler os artigos complementares que te ajudarão em sua jornada:

Se, após ler esse artigo sobre o por que os imigrantes não se adaptam ao Canadá, você sentir que está com dificuldade ou achar que não pode lidar com tantas variáveis, considere a nossa Assessoria para Imigração parcial ou completa. Nós podemos te auxiliar desde o planejamento à instalação da sua família no Canadá. Entre em contato, sem compromisso!

Economia

As diferenças no setor da economia são as causas iniciais da discrepância cultural que ajudam a explicar porque alguns imigrantes não se adaptam ao Canadá.

O Canadá possui quase a mesma área em extensão territorial do que o Brasil, 1/5 da população e a renda per capita é quase 5 vezes maior. Essa informação pode, de alguma forma, ser ilustrada na imagem ao lado. O volume da pirâmide social reflete o número de habitantes. A altura, representa o grau de desigualdade social existente no país.

Observe como a pirâmide social do Brasil é alta, enquanto a do Canadá é achatada. Os salários iniciais para recém-formados canadenses é, comparativamente, significativamente maior do que no Brasil. Já os salários de final de carreira são bem inferiores aos brasileiros.

Após adquirir a casa própria a juros baixíssimos, o canadense se dedica a poupar para colocar os filhos no ensino superior e para garantir uma velhice digna – como no restante do mundo, a aposentadoria dá para o básico. A educação da pré-escola ao ensino médio, bem como o sistema de saúde são públicos e gratuitos, mas os impostos são pesados quanto maior for o salário.

Igualdade

A igualdade é um dos valores cultivados diariamente pela própria população canadense. Eles – e seus agregados – fazem isso com maestria. Aliás, esse é o ideal que os brasileiros perseguem, mas, paradoxalmente, muitos teriam dificuldade de se adaptar à sociedade canadense. Explico:

Pessoas que têm pontuação para migrar para o Canadá via Express Entry estão na porção superior da pirâmide brasileira. Perceba que não há correspondência social para pessoas com mesmo padrão social no Canadá. Da mesma forma, não há correspondência entre as duas pirâmides no que tange à porção inferior da pirâmide brasileira. De fato, há pouquíssimas pessoas pobres e é raro ver um desabrigado ou pedinte nesse imenso país do Hemisfério Norte.

QUER SABER AS SUAS CHANCES DE VIVER NO CANADÁ? contato@canadaletsgo.com ou WhatsApp-nos: 11 98201.2347

As diferenças que justificam por que alguns imigrantes não se adaptam ao Canadá

Viver em um local cuja pirâmide social é tão achatada significa assumir uma igualdade relativamente próxima, entender que você não é melhor do que ninguém. Você não poderá achar que seu cargo te trará vantagens, deverá tratar o lixeiro e o atendente de balcão com a mesma deferência que espera para si, e que terá o mesmo tratamento que eles destinam a si mesmos. Todos irão nadar na mesma piscina e ir à mesma academia no centro comunitário, que é o local onde se fazem esportes e atividades culturais. De modo geral, as pessoas limpam suas próprias casas, cuidam de suas roupas e de seus filhos, pois não são capazes de viver confortavelmente e ainda pagar um salário digno para outrem.

O voluntariado, permanente ou ocasional, deve ser praticado por todos. A redução constante das desigualdades passa pela doação de bens ou do próprio tempo, pela compreensão que essa igualdade não é apenas uma questão de Direito, mas deve existir de fato. Acho que agora deu para entender por que alguns imigrantes não se adaptam ao Canadá, não é mesmo?

O Canadá recebe mais de 400 mil imigrantes por ano. Em 2019, desse número, 90 mil receberam convite para residência permanente. Em 2020, a expectativa é que esse os convites para residência permanente aumentem para 340 mil. Se você pretende ser uma dessas pessoas, esteja preparado para trabalhar ativamente em prol da manutenção deste Bem Maior que é a igualdade, seja ajudando com bens ou com o seu tempo, seja agindo de modo que as pessoas continuem se sentindo iguais a você. Estando nesta “vibe”, você se sentirá muito bem vindo e abraçado pelos canadenses.

Aproveite e não deixe de ler os artigos complementares que te ajudarão em sua jornada:

Se, após ler esse artigo sobre o por que os imigrantes não se adaptam ao Canadá, você sentir que está com dificuldade ou achar que não pode lidar com tantas variáveis, considere a nossa Assessoria para Imigração parcial ou completa. Nós podemos te auxiliar desde o planejamento à instalação da sua família no Canadá. Entre em contato, sem compromisso!

Disclaimer: As informações contidas nesse artigo foram extraídas do site oficial do governo canadense http://www.canada.ca. De tempos em tempos, o governo canadense faz alterações na lei de imigração, as quais podem ter ocorrido após a publicação desse artigo e, portanto, podem não ter sido atualizadas em nossa página. Antes de se comprometer com seus planos, faça a devida confirmação no site oficial ou entre em contato conosco.

Gostou do artigo? Deixe um comentário! Tem dúvida? Pergunte. Adoraremos responder!

Lila Kuhlmann é autora do livro “Let’s Go! Imigrando para o Canadá” e sócia-gerente da Canada Let’s Go, assessoria no planejamento e execução de programas de estudo, trabalho e residência permanente no Canadá.

PENSANDO EM ESTUDAR, TRABALHAR OU VIVER PERMANENTEMENTE NO CANADÁ? Clique em contato@canadaletsgo.com  ou WhatsApp-nos: 11 98201.2347 . Se preferir, podemos entrar em contato. Deixe seu e-mail ou WhatsApp:

Adoraremos ler o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: