CANADÁ- Carta de intenção para visto de estudante

Por que escrever uma carta de intenção?

A Letter of Explanation ou a carta de intenção é uma exigência na lista de documentos a serem apresentados para a concessão de todos os vistos. Aqui, daremos um exemplo do visto da carta para a solicitação do visto de estudante – Study Permit Canadense , mas você pode adaptar para o Work Permit, Open Work Permit, Bridging Work Permit etc.

O processo do visto canadense, seja ele de turismo, estudo ou trabalho é feito sem entrevistas. Você envia os documentos, on-line ou pelos Correios, eles fazem uma análise e depois te dão uma resposta.

O oficial de imigração só enxerga números, nomes, seu patrimônio e sua formação. Ele não te conhece, não vê seu rosto e não sabe se você tem boas intenções.

A carta de intenção te dá uma oportunidade de explicar a ligação entre todos aqueles documentos e o que eles significam. Ela deve ser única e deve refletir sua real situação e objetivos com a viagem. Analise bem a razão de ter escolhido um curso específico e pense no que ele vai te proporcionar no futuro, independente de onde estiver.

QUER ESTUDAR NO CANADÁ? ENTRE EM CONTATO, SEM COMPROMISSO! contato@canadaletsgo.com ou WhatsApp-nos: 11 98201.2347

Como escrever uma carta de intenção?

Você pode optar por fazer uma carta para a família inteira ou cada cônjuge pode escrever uma carta. Se você está no Brasil, poderá escrevê-la em inglês, do contrário, escreva em inglês ou francês.

Inicie a carta com “Dear Visa Officer, I would like a Study Permit because I was accepted at…” diga o nome da instituição e o curso. Fale do por quê da escolha desse curso. O que ele te acrescentará? Por que um curso no exterior? Por que Canadá? Por que a cidade escolhida? Fale dos seus valores e a relação com os valores canadenses, cite-os, eles gostam disso. Encerre com “Kindest regards”, ou “Kind regards” ou apenas “Regards”.

Você pode contar um pouquinho sobre o seu histórico profissional antes de dizer o quanto o curso acrescentaria à sua carreira, pode falar do mercado competitivo no Brasil, sobre a característica acadêmica e teórica dos cursos brasileiros e como um college no Canadá daria o conhecimento mais prático, como uma experiência no exterior melhoraria seu currículo e acrescentaria pessoalmente, também. Fale da oportunidade de aperfeiçoar o inglês ou o francês. Caso o curso seja bem diferente da sua área de formação, fale da necessidade de mudar de área.

Lembre-se de que números, cifras e datas já estão nos formulários, portanto, simplifique.

Seu cônjuge pode escrever uma carta apresentando o objetivo dele: acompanha-lo/a e aproveitar a oportunidade para trabalhar no Canadá. O quanto uma experiência de trabalho no exterior valorizaria o currículo dele/a no Brasil, além do aprendizado do idioma.

Cuidado: Solicitar um visto de estudante não tem nada a ver com Residência Permanente. Sua intenção em obter um visto de estudante é ESTUDAR! Então, no momento que você estiver escrevendo a carta, pense: e se, por algum motivo, tudo mudar e eu não conseguir a Residência Permanente? E se eu voltar para o Brasil após o meu curso? No que esse tempo de estudo vai contribuir para a minha vida no Brasil?

Por fim:

  1. Capriche no texto – Não precisa florear a escrita, mas seja claro no que você está dizendo e lembre das aulas de redação.
  2. Planeje antes o que você vai escrever – Não comece a carta sem saber quais são suas intenções. Senão você vai poder falar muito mais do que o necessário e deixar tudo muito confuso.
  3. Seja formal – É uma carta destinada a oficiais da imigração canadense, então não se esqueça da seriedade desse documento.
  4. Seja humano – Como mencionei, eles já terão todos os documentos solicitados, então, querem um algo a mais, que conecte todos aqueles papéis ou arquivos à pessoa da foto. Aproveite essa carta para trazer seu lado humano e substituir uma entrevista pessoal.
  5. Não minta! – A carta de intenção é um documento. Não há necessidade de mentir e as consequências disso não são nada boas.
  6. Não escreva mais do que uma página, a não ser que realmente necessário. Cinco ou seis parágrafos são suficientes.
  7. Não, não precisa ser manuscrita. Pode ser digitada e assinada.

Gostou do artigo? Deixe um comentário! Tem dúvida? Pergunte. Adoraremos responder!

Lila Kuhlmann é autora do livro “Let’s Go! Imigrando para o Canadá” e sócia-gerente da Canada Let’s Go, assessoria no planejamento e execução de programas de estudo, trabalho e residência permanente no Canadá.

PENSANDO EM ESTUDAR, TRABALHAR OU VIVER PERMANENTEMENTE NO CANADÁ? Fale conosco, sem compromisso. Clique em contato@canadaletsgo.com , WhatsApp-nos: 11 98201.2347 ou agende um bate-papo ! Se preferir, podemos entrar em contato. Deixe seu e-mail ou WhatsApp:

Anúncios